domingo, 19 de janeiro de 2014

Clichê Pit Bull!

Bom galera, hoje vamos direto ao assunto porque o nosso papo de hoje rende muito pano para manga. O preconceito com os Pit Bulls. Sinceramente íamos escrever sobre outro assunto, mas quando é pra ser é pra ser.
No início da semana passada um dos nossos clientes veio nos perguntar se ele podia andar com uma cópia do pedigree do seu cão com ele nos passeios. Motivo? O seu filhote, isso mesmo, filhote (4 meses) foi "confundido" e com razão com um "Pit Bull". Digo com razão, pois não pretendemos descaracterizar nossos bullies, não pretendemos perder esse elo de ligação com os ancestrais da raça. Voltando a confusão, ela ocorreu, pois um senhor se assustou com um filhote de 4 meses e gritava: PIT BULL, PIT BULL! Como quem grita tubarão em uma praia ou pega ladrão nos centros urbanos das grandes cidades. Beleza, orientamos ele e bola para frente, porém dias depois assistindo "Pit Boss" (programa do Animal Planet) fiquei assustado em saber como os APBT são tratados em alguns estados específicos nos EUA. Em alguns lugares nos EUA é simplesmente ilegal ter um Pit Bull, quem "portar" esse cão pode ser detido e perde o animal que é destinado a ser sacrificado. Isso já acontecia na Inglaterra, Noruega e Dinamarca (onde também é proibido) e todo esse preconceito não é novo e já acontecia quando lia as antigas publicações sobre a raça. 
Aqui no Brasil já tentaram proibir a criação e vira e mexe tem novidades nesse sentido, mas nunca nada de concreto. 
Ainda fazendo meu exercício de memória lembrei das inúmeras reclamações que ouvia das pessoas ao passear com nossos cães pelas ruas. 
Nada disso é novidade, a novidade é que alguns criadores querem desassociar a imagem dos Pit Bulls dos seus Bullies. Isso é lamentável, principalmente pelo fato de muitos desses criadores utilizarem dos Pit Bulls para produzirem seus Bullies. Muitos (para não dizer todos) inclusive vendiam seus cães com pedigree de APBT e ainda tem o fato de muitos que buscam um American Bully chegarem até nós por que são apaixonados pelos Pit Bulls. 
Senhores nem tudo é o que parece, adoramos esses cães por que combinam expressão fechada e docilidade, nossos Bullies serão sempre oriundos de cães com ancestrais APBT e AST, pois são essas as raças que nos fizeram apaixonar pelo que temos hoje. 
Ainda existe um grande preconceito com os Pit Bulls e não há preocupação em modificar a imagem da raça para o mundo. Várias pessoas, famílias e crianças convivem com a raça e amam seus animais mais que tudo. E muitos desses cães ajudam a várias pessoas a superarem algo em suas vidas. Vão além de animais de estimação e passam a ser um membro da família. 
Vamos ser mais leais as nossas origens, vamos defender mais a raça, pois a mídia ainda não está cansada de denegrir esse lindo cão. 

Um comentário:

  1. nossos Bullies serão sempre oriundos de cães com ancestrais APBT e AST, americanbully

    ResponderExcluir