domingo, 13 de outubro de 2013

100% Bully?

Vemos muitos falando sobre o “100% Bully”! Pois bem, o que esse termo quer dizer? O pior é que muitas das vezes esse termo “sai da boca” de quem vende os cães, os ditos “criadores”, mas que ao utilizarem desvaloriza a raça. Ninguém vê anúncios dizendo: “100% Buldog Inglês”, ou “100% Golden Retriever”. Logicamente muito disso tem relação à novidade que são os American Bullies. Porém vejo muitos anúncios de filhotes de American Bullies com o termo “100%”. 
Ora bolas ou é American Bully ou não é American Bully, se existe um pedigree (que nos casos do American Bully existem vários) que define aquele cão como tal, por que o criador tem que dizer o percentual de uma determinada raça que aquele cão carrega? Simples assim! Se o cão é um American Bully documentado (com pedigree) ele é um cão de raça, não existe essa de percentual para afirmar uma qualidade ou fenótipo do cão. 
Logicamente existem American Bullies mais bonitos aos olhos de cada pessoa e ela vai dar valor ao que ela gosta. Porém isso não significa que um cão que não te agrada não seja um autêntico American Bully, tudo depende do trabalho genético que aquele exemplar carrega dentro do objetivo de criação do canil. Agora, se há adição de outras raças diferentemente do American Pit Bull Terrier e American Staffordshire Terrier naquele dito American Bully ai sim o criador deve informar ao comprado qual raça foi adicionada e o objetivo. E por que eu bato sempre na tecla do objetivo? Por que não existe criação sem objetivo, quando isso ocorre é simplesmente um comercio de cães. E galera, antes que me perguntem por que é "permitida" a adição de APBT e AST nos American Bullies, por que até onde consta nos registros literários a raça surgiu a partir da junção desses dois cães. E ainda sim poderia ser indagado se a adição de APBT e AST não seria considerado andar para trás. Olha a resposta para isso é mais simples ainda, o American Bully é uma raça democrática que permite uma variação de 5 padrões (acredito que estamos encaminhando para afunilar isso) de acordo com o principal registro da raça ABKC. E o “refresco” de APBT ou AST pode ser favorável para corrigir uma série de defeitos que muitos American Bullies podem apresentar, tais como prognatismo, estrabismo e fuço curto demais o que neste último pode acarretar problemas respiratórios.
Então caros amigos, vamos esquecer isso de “100% American Bully”, pois isso é redundante quando existem vários pedigrees que regulamentam a raça.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário