domingo, 1 de março de 2015

Photobullyshop.

Boa tarde família! Recentemente uma ferramenta utilizada para tratamento de imagens completou 20 anos. O Photoshop revolucionou todo o tipo de produção visual, seja impressa, em vídeo ou na internet. Hoje ele participa de todo o processo criativo e é constantemente utilizado por designers, fotógrafos, ilustradores, engenheiros e também por alguns criadores de American Bully.
Dá vontade até de rir, mas é sério! Essa ferramenta é bastante utilizada principalmente por criadores norte americanos e ajudam a formar mitos. Não duvidando da qualidade dos cães, mas é notório que melhor que qualquer dieta nutricional para o seu cão é o Photoshop que em alguns minutos mascaram defeitos, dão volume e transformam cães comuns em grandes referências.
Não é difícil ver imagens na internet que se contradizem umas com as outras.
Deem uma olhada nas imagens abaixo. 
É evidente a diferença no volume de cabeça e frente do Mr Miagi.
Bullseye totalmente diferente em duas fotos.
Acho que o bacana de conhecer cães ao vivo é se surpreender positivamente com eles. Nós aqui adoramos ouvir dos nossos clientes as seguintes frases: "Nossa, como ele é forte! Não dá para ter essa noção por foto!" Agora fico daqui imaginando quem viu as fotos da direita e vai conhecer o cão pessoalmente. 
Ah! vale lembra que o Photoshop é uma ótima ferramenta para fazer fotos mais artísticas, colocar logo do canil etc, mas mascarar defeitos ou mostra uma falsa realidade é o lado "negro" do programa. 
Por tanto fiquem ligados, procurem pelo maior número de fotos possíveis, vídeos e se puder visite o cão.

domingo, 11 de janeiro de 2015

Calma, foi só uma pausa!

Boa tarde família! Sentiram nossa falta? Gostaríamos de pedir desculpas pela ausência, mas ela se justifica. O ano de 2014 foi particularmente difícil para nós e por esse motivo essa pausa foi mais que necessária para arrumarmos a casa.
Durante esse período algumas pessoas vieram nos perguntar se tínhamos parado com o trabalho. A resposta sempre foi essa: Não, nós não paramos! Nosso compromisso com a raça, clientes e admiradores não tem prazo de validade e sinceramente esperamos que nossos herdeiros sigam o nosso trabalho e possa levar o Toro de Calle sempre adiante. 
De certa forma ficamos até surpresos com o número de pessoas que vieram nos perguntar sobre um possível fim, e isso só confirmou que cada vez mais nosso trabalho é percebido e admirado pelas pessoas. 
Fiquem tranquilos continuamos no jogo e 2015 com certeza será um ótimo ano, continuem acompanhando o nosso trabalho que as novidades estão só começando! Abraços Bully!

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Remyline Zenstyle's Pokemon.

Boa noite família! Hoje é dia de conhecer mais sobre uma das lendas da raça. O vídeo de hoje não é novidade, mas vale a pena ver de novo. Na frente da câmera temos Pokemon, sim o Grande Campeão da ABKC e um dos maiores nomes da raça. Se você gosta de American Bully com certeza já viu fotos desse cão. 
Durante muito tempo ele foi sinônimo de American Bully. Com 43 cm de altura, pesando quase 46 kg e dono de uma cabeça com 63 cm de circunferencial, Pokemon foi um dos primeiros grandes nomes da raça e ficou mundialmente conhecido. 
Prestes a completar 9 anos Pokemon não só está bem como também está produzindo. Segundo Sylvia Morales (proprietária), Pokemon realizou na última semana 5 montas, sendo 3 em cadelas locais (EUA) e 2 envios de sêmen para Canada e Itália.
Um cão como Pokemon praticamente não tem preço e é exatamente assim que Sylvia pensa, ela afirmou que recebeu uma proposta de 120 mil dólares para que ela o vendesse e prontamente recusou. 
Um cachorro como Pokemon não se vende, ele faz parte da história, ele resiste a qualquer modismo e sempre será um dos maiores da raça, é um prazer enorme ter um dos seus filhos em nosso plantel. 
Chega de lenga lenga e vamos a uns dos vídeos mais visto no YouTube em se tratar de American Bully, são mais de 800 mil vizualizações. Senhoras e Senhores, Gr Ch Pokemon!


domingo, 30 de novembro de 2014

Padreadores...

Fala família, boa tarde! Já repararam a quantidade de "padreadores" que temos hoje no cenário nacional? Sim são muitos, mas quantos desses "padreadores" são realmente padreadores? Meio controverso, mas vocês irão entender nas linhas abaixo.
Todo criador, sem exceção chama qualquer cão macho que se integra a um programa de criação de padreador. Mas o que é exatamente um padreador? Padreador é aquele macho reprodutor que consegue imprimir em suas proles suas características dentro dos mais diferentes tipos de cruzamentos entre cães de uma mesma raça. Como a criação no Brasil é algo muito novo temos poucos cães que foram testados em diferentes cadelas de diferentes linhas de sangue. 
Então ouvimos: "Fulano de tal é um excelente padreador!" Mas como ele pode ser um excelente padreador se só faz cruzamentos com cadelas com sangue muita das vezes fechado dentro da sua própria linha. Dessa forma o mérito da fixação do fenótipo nos filhotes não é de responsabilidade somente do padreador o mérito é dividido com a fêmea e principalmente da linha de sangue que está por trás daquele cruzamento. 
Pensamos que o ideal na escolha de um padreador é que ele já seja adulto e que já tenha comprovado resultados em diferentes linhas de sangue ou simplesmente que ele já tenha apresentado os resultados que você busca dentro do seu projeto. No caso de escolher um filhote macho com objetivo de que ele seja um padreador faça a opção por um filhote fruto de um cruzamento fechado em cima de um cão ou de uma linha de sangue que você goste, assim as chances de se perpetuar as características desejadas serão maiores. 
Acreditamos que o Dax seja o maior padreador da história da raça até hoje, pois já foi testado em inúmeras linhas e matrizes diferentes e em todas elas apresenta bons resultados.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Pratt's Lil King Kamali.

Boa noite família! Como prometido as quartas feiras iremos apresentar alguns cães que julgamos ser importantes para a raça ao longo de sua história. E para inaugurar, vamos começar com uma lenda, King Kamali! Este vídeo por sinal é bem simbólico e quase que uma homenagem ao cão que se foi no último dia 19 deste mês. 
O vídeo abaixo mostra um pouco mais dessa lenda que tinha excelentes medidas, pesava aproximadamente 40kg e media pouco mais de 45cm de cernelha. Mas o o que mais chamava atenção do seu dono (Carlton Pratt) era a circunferência do seu pescoço, eram 57cm de puro músculo. Com tudo King Kamali era um cão super correto, da dentição a suas angulações e foram essas qualidades que o levou a se sagrar Campeão da Nationals em 2008.
Confira o vídeo e até o próximo post!

domingo, 23 de novembro de 2014

Só mais uma discussão de grupo... Segue o jogo!

Boa tarde família! Apesar de ter sido uma semana muito corrida não poderíamos deixar de publicar nosso post dominical. 
Sweet N Low Best of Breed.
No último dia 15 aconteceu em Atlanta a Nationals 2014 evento da ABKC que reúne os melhores American Bullies dos EUA. A Nationals para a raça American Bully é como se fosse a final do Super Bowl para o futebol americano ou para nós como a final do campeonato brasileiro. Enfim, quando o assunto é American Bully nenhuma outra competição mobiliza tantos criadores e amantes pela raça como a Nationals. Sendo assim o cão que se consagra campeão como o melhor da raça (Best of Breed) fica super valorizado e acaba sendo alvo de grande procura por coberturas contratadas e seus filhotes, mas dessa vez a ABKC surpreendeu a todos e deu o título de "melhor American Bully" a Sweet N Low uma fêmea de quase dois anos que não possui nenhum grande ícone da raça nas suas duas gerações anteriores. 
Com esse resultado ao que tudo indica é que a ABKC está direcionando seu padrão para cães mais harmoniosos e corretos vistos os últimos campeões. No entanto na segunda-feira pouco mais de 24 horas depois do resultado começaram a surgir em grupos do Facebook uma foto que destacava o cão chamado Ruger como o Gr Ch Nationals 2014. Logo os participantes dos grupos começaram a indagar a qualidade do dito campeão, o grupo "American Bully - Conhecendo A Raça No Brasil" ganhou maior destaque na discussão que de uma forma geral todos concordaram que ele não era o melhor exemplar para representar a raça.
A polêmica foto de Ruger. 
Alguns foram além e nomearam quem seriam os cães que melhor representariam a raça e o nome do Ch Magoo como exemplar ideal foi mencionado como dentre os melhores. Pois bem, estava eu na sexta feira navegando pelo Facebook quando uma foto em um grupo gringo me chamou atenção, era uma montagem onde estavam lado a lado Ruger e Magoo e uma pergunta indagando quem seria o exemplar que melhor representava a raça. Quase não acreditei, pois era o prato cheio para um post, acompanhei grande parte das opiniões até que o assunto do post fosse desvirtuado (como sempre é, seja aqui ou lá). E o resultado foi totalmente surpreende aos nossos olhos. Aqui no Brasil os membros do grupo citado nomeavam "qualquer cão" como um representante melhor que o Ruger para a raça e o Magoo foi um dos citados, porém no grupo "D-LINE PUBLIC PAGE" a história foi diferente e Ruger ganhou de goleada a cada 10 comentários somente 1 escolhia Magoo como melhor representante para a raça. Pude acompanhar mais de 70 comentários até o assunto se perder e depois de tanta procura acho que o post foi removido, pois o Bashar proprietário do Magoo entrou na discussão e as pessoas assim como aqui já não estavam respeitando umas as outras. 
Então, aonde eu quero chegar com esse post meio confuso que começou falando da Nationals 2014 e terminou com brigas de grupos do Facebook? Em primeiro lugar Ruger não ganhou nenhum título importante neste último evento do dia 15 de novembro basta ver o resultado do evento, em segundo que para mim ficou uma percepção de quão estamos distantes dos americanos, importamos cães na maioria das vezes sem saber o que estamos fazendo e compramos ideias pré-conceituosas de grupos que têm seus próprios interesses, e em terceiro lugar que isso não significa que Ruger é melhor que o Magoo, mas o resultado real da Nationals 2014 que sagrou Sweet N Low  como Best of Breed mostra que a ABKC pretende dar um direcionamento mais correto e menos extremo a raça, inclusive alguns membros desse grupo gringo informavam que em 2015 não teremos mais a categoria Extreme nas competições da ABKC. Particularmente não acredito nestas informações e penso ser só mais uma picuinha de grupo. 
Bom galera desculpa essas voltas e voltas em nosso texto de hoje, espero que tenha sido esclarecedor de alguma forma para vocês e temos uma novidade! Na próxima quarta feira colocaremos um vídeo para a galera que tem pedido para que colocássemos vídeos dos cães que mencionamos aqui. Então próxima quarta teremos um pequeno vídeo apresentando algum cão ou criador. Forte abraço e até lá!

domingo, 16 de novembro de 2014

Entrevista com Robert Lee!

Bom dia Família! Com o propósito de sempre agregar valor aos leitores conseguimos finalizar mais uma entrevista com um grande criador do Mundo Bully. Muita gente não o conhece, mas com certeza se você tem um perfil no Facebook já deve ter curtido sua página. Dono de uma estrutura incrível, detentor de vários títulos e com uma quantidade de "amigos" de dar inveja ao Roberto Carlos (até a publicação desse post eram exatamente 1.020.895 curtidas na página), Robert Lee é o cara por traz do Gr Ch Beastro.
Em um papo direto e reto Robert revelou em poucas palavras algumas curiosidades e direcionamentos para onde "The Bully Market" vai. 
Então vamos nessa!
Robert Lee e Beastro.
Toro de Calle: Com quantos anos você começou a criar?

Robert Lee: Eu comecei com 23 anos. Hoje Robert tem 29 anos.

Toro de Calle: Qual foi seu momento mais difícil na criação?

Robert Lee: Em 2011 nenhuma das nossas cadelas engravidaram, com exceçaõ de uma, que acabou matando seus filhotes. Nós estávamos cuidando de mais de 20 cães naquele ano. Sem nenhum filhote por um ano inteiro e tendo a única ninhada morta, foi um período difícil como criador.

Toro de Calle: Recentemente alguns cães descendentes do Beastro chegaram ao Brasil, como você vê esse possível mercado?

Robert Lee: Beastro tem sido um dos cães mais procurados em todo o mundo por anos e o American Bully é uma raça em crescimento que está prosperando. Ele é um dos mais bem sucedidos cães da raça, então vejo a demanda aumentar.

Toro de Calle: Hoje a página do The Bully Market é sucesso no Facebook, acredita que o sucesso do Beastro se deve a página ou o sucesso da página se deve ao Beastro?

Robert Lee: Nenhum dos dois. O sucesso do Beatro é devido ao excelente tipo e estrutura da raça, justamente a sua bem estruturada campanha. A página do Facebook é sucesso por muitas razões: Bons cães, várias pesquisas, consistência, fotos de qualidade para demonstrar os cães. 

Toro de Calle: Dos cães que vieram para o Brasil qual apostaria como grande padreador ou matriz em potencial? 

Robert Lee: Todos os cães que enviamos para o Brasil são bons. Só o tempo dirá quem será o melhor para os seus respectivos programas de criação. 

Toro de Calle: Qual foi o melhor cruzamento crossbreeding que Beastro realizou e qual foi o resultado?


Thee Buss filho do cruzamento entra Beastro e Widget.
Robert Lee: O melhor cruzamento na minha opinião criou o Thee Buss. Beastro com Shorbus Widget, que é uma fêmea 5 vezes Xzibit.

Toro de Calle: Hoje você conta com quantos cães em seu plantel?


Robert Lee: Atualmente nós temos 16 cães, sendo 6 machos e 10 fêmeas.


Toro de Calle: Hoje vemos cães que não são filhos de campeões custarem 10 mil dólares e grande parte dos filhotes do Beastro custam 5 mil, eu acredito que os títulos deveriam ponderar os valores dos filhotes, vê isso como algo normal?


Robert Lee: Nossos preços iniciam em 3 mil dólares e aumentam a partir daí. Algumas vezes temos cães que nós não queremos vender e já foram oferecidos valores entre 20 e 30 mil dólares, mas optamos pela construção do nosso próprio programa.



Grandy, exemplar da linha Gaff.
Toro de Calle: Qual cão fora da sua linha de sangue te enche os olhos? Você pretende utiliza-lo um dia?

Robert Lee: Nós vamos incorporar o sangue Gaff e outro Amstaff em nosso programa para fortificar ainda mais a estrutura e manter o padrão show. 


Toro de Calle: Vendo tudo o que é feito no The Bully Market temos a impressão de que sua equipe trabalha em função disso. Hoje você pode afirmar que trabalha para o canil? 


Robert Lee: Dirigir um canil é uma responsabilidade em tempo integral que exige dedicação e contribuição de todos.


Toro de Calle: Pelo que podemos observar ao longo da história do canil o Homie foi superado pelo Lock N Load que por sua vez foi superado pelo Beastro, em se tratar de títulos e visibilidade acredita que algum filho do Beastro irá supera-lo em um futuro próximo? 


Robert Lee: Tem alguns filhos do Beatro que são realmente muito bons, mas meus favoritos são Golden Boy e Thee Buss. Ambos têm potencial para serem um sucesso nas exposições e nas produções. 


Toro de Calle: Voê conhece alguma coisa da comunidade Bully no Brasil, conhece alguns cães?


Robert Lee: Não, eu não conheço a comunidade nem os cães, mas estou ansioso para aprender mais e visitar o Brasil em breve.


Toro de Calle: Deixe uma mensagem para a comunidade Bully do Brasil. 


Robert Lee: Agradeço pela entrevista. Estou ansioso para visitar o belo Brasil em 2015!


Como disse o cara é de poucas palavras, mas com certeza de muitos objetivos. Robert não participou da Nationals 2014 e o comentário que se via é de que algo novo virá por aí. Espero que tenham gostado e servido de informação, até a próxima!